Como escolher a plataforma para um e-commerce de varejo ?

Expandir os negócios hoje em dia é sinônimo de entrar em um dos setores da economia que mais crescem no Brasil, o e-commerce. Assim como uma loja física tem suas áreas e atribuições, uma loja virtual tem suas particularidades. E boa parte do processo para garantir um bom negócio a longo prazo no campo digital, é a escolha a plataforma ou loja virtual ideal para sua operação e seu bolso.

Atuar no varejo virtual é uma experiência complexa em vários sentidos, mas com as ferramentas adequadas ao seu negócio, tudo se facilita. Por esse motivo, conhecer e entender antes a plataforma que sua loja deve apostar, pode garantir a segurança do seu negócio online e muitas vendas.

Descubra neste artigo, o que é uma plataforma para e-commerce, o que ela deve oferecer ao seu negócio, modelos e o que você deve considerar na sua escolha!

O que é uma plataforma para e-commerce?

Uma plataforma de varejo online é a base em que a loja opera, de modo muito semelhante a uma loja física, porém, em espaço eletrônico. Comparando cada ambiente: as seções são as categorias, as etiquetas são as descrições dos produtos, a sacola de compras é o carrinho e o caixa é a finalização do pedido.

Além dos exemplos acima, uma plataforma para varejo online conta com diversas outras ferramentas e recursos. Todos devem oferecer, ao mesmo tempo, um trabalho eficiente para a equipe interna e a melhor experiência de compra ao usuário.

Na prática, a plataforma opera com duas estruturas principais: front end e back end, cada qual com suas funcionalidades.

Estrutura back end

São todas as soluções voltadas ao funcionamento interno que integram o sistema. Meios de pagamento, integração com aplicativos, implementações de segurança, gestão de estoque e todas as operações de gerenciamento da loja são do back end.

Estrutura front end

É toda a área que usuários veem no site, como o layout, cores, textos, banners e responsividade — adaptação do site para diversos tipos de dispositivos. Além desses aspectos, outros elementos ligados à experiência de navegação para os visitantes são da estrutura front end.

O que uma plataforma para varejo digital deve oferecer?

Boa parte das plataformas são projetadas e fornecidas por empresas especializadas nessa área, e cada modelo tem soluções para diferentes necessidades de negócio. Mas, de maneira geral, toda as plataformas para o varejo online devem oferecer funcionalidades e recursos em comum.

Entre os principais pontos que uma plataforma para e-commerce deve ter, estão:

  • oferecer escalabilidade — a loja virtual deve acompanhar o crescimento da loja, para suprir maiores volumes de visitas e vendas, recursos etc.
  • integrar as principais redes sociais, ferramentas de marketing digital — e-mail marketing, Google Analytics, entre outras;
  • incluir as principais formas de pagamento — boleto, débito, crédito, PayPal, entre outras;
  • ter usabilidade e layout agradável, com formato responsivo — para dispositivos móveis; dispor de tabelas de transportadoras e fornecedores;
  • receber atualizações e upgrades constantes;
  • disponibilizar relatórios de vendas.

Todos esses principais suportes em uma plataforma para e-commerce, e outros proporcionam ao negócio maiores facilidades de operação. E isso se converte em maiores possibilidades de gerar muitas vendas e crescer.

Assim, uma loja vai ter alto desempenho, sempre oferecendo a melhor experiência de compra aos usuários e também um trabalho fluído para a equipe.

Quais são os tipos de plataformas para varejo online?

Há vários tipos de plataformas para e-commerce, cada uma com um tipo de funcionamento. Basicamente, há cinco modelos que você vai encontrar no mercado, com tecnologias diferentes para diversas aplicações.

Plataforma licenciada para e-commerce

É um modelo desenvolvido por empresas que criam a plataforma, porém, a deixam aberta para customizações. Concentram alto nível de desenvolvimento e ao mesmo tempo simplicidade de manipulação.

Essas plataformas ainda exigem os serviços de profissionais para as personalizações e atualizações, que podem ser tanto internos como de consultoria para varejo online.

Plataforma de desenvolvimento próprio

São modelos feitos majoritariamente por equipes internas de desenvolvimento de grandes negócios de e-commerce. São produzidas de acordo com o que os proprietários da loja desejam, então são 100% personalizáveis frente às suas necessidades.

Exigem alto investimento para sua produção e operação, já que os profissionais que as projetam são muito especializados. Além de precisarem de equipes treinadas para operar a plataforma.

Plataforma SaaS para varejo online

O SaaS (Software as a Service), é uma plataforma que funciona em software em nuvem. Ou seja, ela elimina a necessidade de ter servidores locais ou estrangeiros para que a plataforma funcione.

A SaaS é um modelo de plataforma para e-commerce com contratação por assinatura, e recebe atualizações e melhorias constantes. Ainda tem bastante estabilidade de funcionamento e bom nível de segurança para os administradores e usuários.

Plataforma open source

São plataformas desenvolvidas com código aberto e, por isso, têm atualizações frequentes. Ainda, se destacam pelo uso gratuito e oferecem amplas possibilidades de customização, que permitem personalização para cada negócio.

Entretanto, esse modelo exige conhecimento técnico avançado para manipulação, e principalmente manutenções e melhorias. Também exigem altíssimos recursos de segurança contra invasões e ataques hackers.

Plataforma proprietária

Esse modelo é construído inteiramente por empresas e profissionais que detém sua tecnologia e manutenção. Por esses motivos, ficam condicionadas aos serviços do fornecedor que a criou.

Ainda exigem o constante contato com a empresa fornecedora, em casos de erros e atualizações, têm custo elevado e não oferecem múltiplas customizações e melhorias.

Qual é a melhor escolha para meu negócio?

Diante de várias plataformas para e-commerce, você deve se perguntar: qual é a melhor para o meu negócio?

Você deve levar em conta diversos aspectos, sempre pensando a curto, médio e longo prazos, para que a sua loja não fique “na mão” por falta de recursos da plataforma.

A integração com recursos de marketing digital, redes sociais, pagamentos e outras abordadas aqui, devem guiar a sua escolha. Assim, o seu comércio eletrônico terá ótima capacidade de crescimento, tanto interno quanto no acompanhamento de mercado.

Ainda, a plataforma deve ser escolhida pensando em reduzir ao máximo as chances de ter que trocá-la em algum momento. A migração de plataformas traz custos e “dores de cabeça” que podem ser evitados em uma escolha adequada.

Lembre-se também de que é altamente válido buscar a opinião e o serviço de especialistas em e-commerce. Uma consultoria poderá fazer o mapeamento de todas as necessidades de seu negócio, e indicar as melhores opções que se encaixam no perfil da loja.

Leia nosso artigo que traz todas as ações estratégicas que uma consultoria para varejo oferece: https://360varejo.com.br/consultoria-para-varejo-acoes-estrategicas/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *